terça-feira, 19 de abril de 2011

Nova Postagem

No meio da correria, pensando em mil coisas que poderia postar... A internet por mais que signifique hoje atualização em tempo real, velocidade no alcance de informações, contatos por meio de um clique, imagens dos queridos etc, significa também parada. Tentativa de marmorizar, tornar fixo, registrar momentos importantes. Após o clicar das lentes, divulgar via net ... faz-se paisagem para a retina do olhar clicar e quem sabe fixar algo daquilo pra levar consigo.
Esses dias que fiquei ausente me perdi ... clicando muitas coisas, tanto da minha câmera fotográfica que vislumbrou novos lugares, quanto do meu olhar, essa máquina de daguerreotipar momentos do cotidiano, do aqui e agora e desse mundão maluco e lindo da internet (love you blogs and tea). :)
Aos poucos vou voltando a utilizar este meio de comunicação com o mundo, amigos, amores e família... mas essencialmente, com nós mesmos...
Sobre caminhos, descaminhos, perder-se em mundos (novos e antigos), fazer o coração cantar...divido algumas fotos de Veneza. Uma cidade na qual, perder-se é achar sempre! Uma cidade que abraça o caminhar, que condiciona um caminhar, o qual não sabe em que lindo beco irá parar. Presenteia-nos com canais e cores, barcos e pontes. Mesmo estando sozinha, senti-me conectada e me comunicando o tempo todo com a cidade e sua inegável harmonia. Cada detalhe que sugeria ao meu ouvido: "Olha, árabes por aqui passaram..."; "Duques fizeram a dureza das pedras virarem obras primas da arte"; "A música é material de construção dessa cidade"; "O novo e o antigo na arquitetura são condições plenamente conciliáveis"...




Espero que gostem! Espero que se percam muitas vezes. A vida... como Veneza! Que assim possa ser.

beijos mil!

Um comentário:

  1. Tayana,
    Estou feliz porque estás de volta. Belas, muito belas tuas fotos de Veneza.

    ResponderExcluir

Quem sou eu